10 detalhes importantes para comprar um berço seguro

Por Patrícia Azevedo em 03/02/2017 - 204 views

Conheça quais as principais regras que um berço seguro precisa obedecer acolher e proteger o seu bebê. O bercinho é o lugar onde o recém-nascido passa a maior parte do tempo nos primeiros meses de vida. No entanto, nem todo equipamento destinado para crianças, desde o nascimento, oferece a segurança necessária. Por esse motivo, os pais devem ser cuidadosos ao adquirir qualquer móvel infantil, priorizando sempre a qualidade e deixando a beleza em segundo plano.

bercoseguro

No Brasil, a certificação dos berços deve seguir as normas técnicas da ABNT (NBR15860) e do Inmetro (NBR15860-1 e NBR15860-2). Esses selos mostram que o produto foi avaliado e aprovado para as funções a que se destina. No final de 2007, um teste reprovou todos os móveis disponíveis no mercado brasileiro. Foram 11 marcas avaliadas e 100% apresentou problemas. Por isso, desde 2014, somente berços certificados podem ser vendidos o território nacional.

Berço Seguro em cada detalhe:
1 – Estrado: De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, é melhor que o estrado seja uma placa inteira, mas o Inmetro exige apenas que ele seja feito de ripas com vãos de até 6 cm entre elas. Certifique-se de que o estrado permita a regulagem de acordo com a idade da criança, facilitando o trabalho da mamãe e protegendo o bebê.

bercoseguro2

2 – Grades: A distância entre as grades precisa ser de, no máximo, 6,5cm, para evitar que seu filho enfie o ombro, mãos e pés nos vãos. A altura das laterais deve ser medida desde a base de cima do colchão e ter, no mínimo, 60 centímetros. Se as grades forem móveis, devem possuir sistema de travamento.

3 – Pintura: Na maioria dos equipamentos infantis, a pintura é feita com laca ou tinta atóxica. Se você for usar um berço antigo, ele provavelmente tem a pintura a base de chumbo. Será inevitável lixar o mobiliário pois os bebês mordem as laterais e podem ingerir partículas de chumbo, o que causará intoxicação, distúrbios de aprendizagem e até consequências neurológicas. As bordas e partes salientes devem ser arredondadas ou chanfradas, livres de rebarbas ou arestas. Rótulos e decalques também não podem ser colados nas partes internas.

4 – Colchão: Caso o colchão não seja parte integrante do berço, é necessário que exista uma marcação na base do móvel indicando que a espessura máxima de 12 centímetros, conforme ABNT 13579-1. O modelo ideal para bebês têm densidade D18, recomendada pelos pediatras. O vão entre a lateral do móvel e o colchão não pode ser maior que 2,5cm. Desta forma, uma vez que a criança esteja dentro do berço, não deve conseguir levantar o colchão ou a base dele.

5 – Rodízios: Ter ou não rodinhas é uma questão particular, pois muitas mamães preferem esses modelos pela praticidade na hora da limpeza do quarto. Mas fique atenta à qualidade do material e se elas possuem travas confiáveis para que o berço não saia do lugar quando o bebê ficar mais esperto.

6 – Montagem: O manual de montagem e instruções de uso devem ser em português. A melhor opção é contar com um profissional para montar o bercinho, mas muitas lojas não fornecem esse serviço. Procure um montador de confiança para executar o trabalho conforme as especificações. Os parafusos serão fixados com buchas e nunca direto na madeira.

7 – Fabricante: Todos os bercinhos devem conter informações sobre a razão social, nome ou marca registrada do fabricante, assim como do distribuidor. Não deixe de pesquisar informações sobre a Fábrica, como histórico, garantia e consultas na internet sobre a credibilidade do produto.

8 – Material: A maioria dos berços fabricados hoje são de MDF, mas ainda há muitas mamães que escolhem berços de madeira maciça e os modelos dobráveis ou desmontáveis, que têm estrutura de ferro, alumínio ou inox revestida ou não de espuma. Nestes casos, não esqueça de conferir também cada detalhe de segurança e o selo do Inmetro.

Para móveis feitos sob encomenda ou planejados, não deixe de lembrar as normas técnicas da ABNT e confira se cada detalhe foi seguido. Hoje em dia, está crescendo a procura por berços com toque vintage e os de estilo clássico, aqueles das redinhas ou detalhes em palha trançada. Verifique o tipo da trama para evitar que o bebê enfie os dedos nos furinhos e se machuque.

bercoseguro1

9 – Modelos: Mesmo que você decida por um modelo diferente de berço, consulte cada norma de segurança relacionada a ele. Berços mini cama, sofá, com cômoda ou cama auxiliar devem respeitar as mesmas regras no que diz respeito ás grades, estrados, pintura, colchão, entre outras. Porém, além disso, ainda precisa ser seguro depois que seu filho estiver maior e precisar da caminha.

10 – Estilos: Toda mamãe caprichosa quer combinar o berço com o restante da decoração do bebê, mas antes disso, avalie se o mobiliário lindo dos seus sonhos corresponde às suas exigências sobre segurança, praticidade e conforto. Dê prioridade aos móveis mais leves com linhas retas, sem muitos detalhes rebuscados, que vão acumular poeira e dificultar a limpeza.

Para finalizar e completar a matéria, vou dar uma dica do que as mães estão comprando para colocar no berço. Você já viu aquela tela protetora? (ver foto abaixo), muitas famílias estão preferindo colocar essa tela no lugar do kit berço. Abaixo relacionei os benefícios e onde encontrar:

telaberco

Desenvolvido especialmente para promover o fluxo de ar e proteger o seu bebê.

> Mais seguro para o bebê do que os protetores convencionais

> Feito com tela respirável que evita o sufocamento

> Reduz o risco do bebê escalar a grade do berço

> Evita que o bebê fique preso entre as grades

> Amortece em caso de batidas contra a grade

Você pode comprar essa tela aqui!

Fonte: berco.com.br

Fotos: Instagram @incy_interiors e MamãeAchei!


1 Comentário

  1. Adriane disse:

    Olá,

    Gostei bastante do modelo do berço em ferro. Onde posso adquirir??/

    Grata,

    Adriane

Deixe o seu comentário!




Posts mais lidos

Cremes para Estrias

Avaliação dos cremes para Estrias

Na gravidez temos muitas preocupações e dúvidas, uma delas é o medo das Estrias. Veja minha avaliação dos cremes que usei na minha última gestação.

49 Pessoas gostaram
Foto do Benjamin

Inspiração: Idéias de fotos para registrar os meses do bebê.

Veja agora idéias para registrar todos os meses do seu bebê até 1 ano de idade.

36 Pessoas gostaram
Ensaio de gestante

Dores na Gravidez – O Que é Normal?

Dores na gravidez é uma consequência inevitável! Mas que dores são normais e quais dores não são normais na gravidez? Veja Agora!

164 Pessoas gostaram

INSTAGRAM @GRAVIDASEANTENADAS