David Beckham
Sem categoria

Que tipo de pai é o seu companheiro?

------------ Espalhe amor #compartilhe ------------
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O post de hoje é para você parar e pensar como seu companheiro se comporta como pai, interessante né? Mas ontem fiquei observando meu marido brincando com a Madú e dei Graças a Deus pelo grande pai que ele é, com o Caio (meu filho de 10 anos) ele é mais durão, mas é uma manteiga derretida com a Madú.

Quando casei, meu marido era um pouco resistente em ter filhos, (demorei 5 anos para engravidar do Caio, meu filho mais velho), ele era uma pessoa X com as crianças, e claro, vem o pensamento, como ele vai ser com os nossos filhos? Cada homem age de um jeito quando se torna pai e surpreendentemente o meu marido ficou encantado com a Paternidade, ele até hoje tem mais cuidados com as crianças do que eu, sério! kkk

Então resolvi pesquisar sobre assunto e identificar que tipo de pai ele é, nas descrições abaixo o identifiquei como o PAI-COMPANHEIRO. E você ? Já parou para pensar que tipo de pai é o seu companheiro? Vem ver ….

David Beckham

David Beckham com o filho

Pai-mãe (também chamado de “pãe”): é aquele que quer tomar conta do bebê o tempo todo, supervisiona a babá e opina em quase toda situação. Seu desejo é estar o tempo inteiro com o filho no colo, e sua maior frustração é não poder dar o peito, literalmente. ( kkkkk ri muito agora)! Compensa essa carência dando a mamadeira sempre que possível.

Dica: deixe sempre claro que a ajuda dele é valiosíssima, mas em algumas situações mostre que você também é imprescindível. Não deixe que ele monopolize todas as decisões. Atenção! Qualquer atitude deve ser discutida entre o casal.

Pai companheiro: é aquele que divide a grande tarefa de cuidar do recém-nascido. Está sempre por perto e coloca-se à disposição, embora deixe claro que para algumas funções a mãe é mais indicada. Apresenta equilíbrio emocional, podendo ser um grande apaziguador nas horas difíceis em que a mãe se sente aflita.

Dica: com esse pai, o cotidiano deve ser mais tranquilo; portanto, escute as sugestões e opiniões dele e dê importância aos seus pequenos gestos. Não menospreze sua presença e incentive-o tomar novas atitudes.

David Beckham

David Beckham com a filha

Pai desligado: é aquele que ainda não percebeu que o bebê já chegou, e que por conta disso a rotina da casa está toda alterada. Ainda sai duas vezes por semana para tomar seu chopinho e não perde a partida de futebol com os amigos. Afinal, oque pai de recém-nascido faz mesmo?

Dica: pegue leve, pois se você começar a jogar as coisas na cara dele, do tipo: “Estou cansada! Você sai e me deixa sozinha”, ele poderá se sentir acuado e se tornar cada vez mais ausente. Fale calmamente que nesse momento ele precisa estar mais junto de vocês. Que ele até pode se encontrar com os amigos, mas com menos frequência. Mostre que ter um bebê em casa também tem seus atrativos; afinal, acompanhar cada evolução do filho é uma experiência genial.

Leia mais:  Segundo pesquisa, rejeição de pai dói mais que de mãe.

Pai desesperado: é a ansiedade em pessoa. Fica o tempo todo vendo como está o estoque de fraldas. anda pela casa de um lado para o outro e dificilmente segura o bebê, pois teme deixá-lo cair. Acha essa história de ter um bebê em casa muito assustadora, por que, afinal de contas, o pequeno chora o tempo todo e ele nãp sabe o que fazer. Além disso, liga para a mãe dele e para o pediatra várias vezes ao dia.

Dica: tenha muita paciência. Tente fazê-lo conviver com pessoas que estejam passando pela mesma situação que vocês. Trocar experiências pode ser um grande alívio para esse pai, pois ele vai perceber que não precisa fazer tempestade em copo d’água. Todo mundo passa pelas mesmas coisas, e ele não é único no mundo que fica sem dormir por causa das cólicas, que gasta com fraldas ou, ainda, que morre de medo que o bebê adoeça.

Marcos Mion com sua filha e um post “fofo” que ele fez no seu Instagram (@marcosmion) mostrando o pai amoroso que ele é, amei o texto.

Marcos Mion

Seja qual for o tipo de pai, não podemos nos esquecer de uma coisa: tome cuidado para não voltar as atenções apenas para o bebê. É claro que, principalmente nas primeiras semanas, você estará mais cansada e será difícil dar conta de tudo. Não hesite em pedir ajuda e – por que não? – assumir algumas fraquezas. Esqueça a síndrome da supermãe. Se esse é seu segundo filho, o pai pode participar das tarefas dando mais atenção ao primogênito.

Se o tipo de pai não está descrito aqui, nos conte como é o pai do seu bebê, vamos amar saber!

Fonte: Livro que eu adoro da Dra. Carla Góes Sallet – ” Mãe… e agora?”

Texto inicial: Patrícia Azevedo

Fotos: Google Image e Instagram

Cuidados com bebê recém-nascido


------------ Espalhe amor #compartilhe ------------
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Estilista, empreendedora e mãe de 2 crianças lindas, idealizei o blog em 2013 quando senti dificuldades de informações e temas variados em um único site. Hoje o blog virou revista, interagindo com a movimentação de informações e dicas pesquisadas com carinho para passar para minhas seguidoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *