Sem categoria

Será que o colar âmbar para bebês funciona mesmo?

------------ Espalhe amor #compartilhe ------------
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

O que é o colar de âmbar?

Confeccionado com pedacinhos de resina fóssil cristalizada, o âmbar verdadeiro é encontrado na região do mar báltico e em sua composição está o ácido succínio, rico em propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e relaxantes.

Além de aumentar a conexão de seus filhos com a natureza, muitas mães optam pelo uso do colar pois acreditam que as propriedades analgésicas e anti-inflamatórias do ácido succínio são capazes de aliviar as dores causadas pelo nascimento dos primeiros dentes. Elas defendem que, ao entrar em contato com a pele, a resina aquece e libera óleos essenciais benéficos.

Acontece que o âmbar não tem essa comprovação, mas li muitos e muitos relatos de pais que notaram nitidamente uma melhora dos sintomas que costumam acometer os pequenos durante a fase de dentição. Continue lendo…

ambarFoto: Etsy

Será que o colar âmbar para bebês funciona mesmo? Como age?

Segundo os vendedores e as mães que usam (e que pesquisaram a respeito), em contato com a pele do bebê, as pedras do colar se aquecem e liberam quantidades minúsculas do ácido succínico no corpo. De acordo com a experiência delas, o acessório auxilia especialmente durante a fase de dentição, por aliviar dores e desconfortos como inchaço da gengiva e febre.

É seguro?

A Associação Brasileira de Odontopediatria tem como posicionamento oficial a não recomendação do colar de âmbar durante a fase de dentição. “Não indicamos por causa do risco de asfixia. Se a criança usa, os pais têm que vigiar o tempo todo, o que não é possível na prática”, defende Paulo Cesar Rédua, presidente da associação. A ONG Criança Segura também é contra. “Não se recomenda nenhum tipo de colar ou cordão em bebês. Entendo o objetivo, mas é melhor buscar outras alternativas. Durante toda a fase de brincadeira da criança, não é legal ter cordão em nada, nem na roupa”, orienta Alessandra Françoia, coordenadora da ONG. Uma alternativa é usar as pedras de âmbar em pulseiras ou tornozeleiras, o que elimina o risco de estrangulamento. Mas, ainda assim, há controvérsias devido às chances de a criança levar o objeto à boca.

Ciência X crença popular

Especialistas são taxativos ao afirmar que não existem estudos científicos que comprovem a eficácia do uso do colar de âmbar para aliviar dores nos bebês. “Não há nenhuma pesquisa que mostre que ele funcione, o que existem são experiências pessoais. É um método natural sem comprovação científica”, explica Moisés Chencinski, pediatra homeopata e membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Os pais que usam o colar em seus filhos sabem que não há comprovação por parte da ciência – mas garantem que ele funciona! Nitiananda Fuganti, educadora perinatal e responsável pela Casa Mãe, em Curitiba (PR), é fã do colar. Seus dois filhos, Beatriz, 3 anos, e Rudá, 1, usam continuamente desde os primeiros meses de vida. “Os sintomas físicos da fase de dentição, como coceira, inchaço e erupções cutâneas diminuíram, assim como a irritabilidade em diversas ocasiões”, opina.

A parteira profissional e editora do site Slingando, Tamara Hiller, conheceu a tradição do colar há mais de 15 anos, na Alemanha, durante um trabalho no país como educadora perinatal. Convencida de suas propriedades medicinais, não pensou duas vezes quando teve sua filha – ela gostou tanto que a menina usa até hoje, aos 6 anos. “Já conhecia o colar, mas, como mãe, virei fã. E eu tenho um para mim também”, conta.

No meu trabalho com as novas mães, o que vejo como o principal beneficio, é uma nova atitude em relação a primeira dentição do bebe. Pois os primeiros dentes marcam uma nova fase no desenvolvimento e deve correr com mais naturalidade possível. Quando interferimos com farmacêuticos contra febre e dor, com o nosso panico materno e frequentes vistas ao pediatra, não reconhecemos e apoiamos o profundo processo fisiológico e emocional do bebe. Nos distraímos do que realmente importa, querendo só remediar as sintomas. A febre que acompanha a dentição, muitas vezes a primeira na vida do bebe, tem uma importância muito grande para o desenvolvimento futuro de saúde e sistema imunológico do bebe e do adulto que vai crescer. Febre e dor são processos que querem ser acompanhados, acolhidos pela mãe, não sufocadas e interrompidas. A Homeopatia já sabe e ensina sobre estos processos. Alem da gente repassar nossa cultura moderna e perigosa de correr pelo uso de remédios, frente a qualquer desconforto e dor, isso pode até levar a um abuso de substancias na vida adulta.

Leia mais:  Amamentação: Conhecendo melhor o leite materno

giselambarFoto: Gisele Bündchen e filha Vivian

Como saber se o colar é verdadeiro?

Para garantir a autenticidade do colar de âmbar, você pode fazer o seguinte teste, indicado pela Revista Crescer:

Coloque uma ou duas gotas de acetona ou álcool em uma das contas do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar.
Misture uma parte de sal com duas de água e dissolva. Coloque uma peça de âmbar: se boiar, é autêntica.
O âmbar é morno ao toque, bem diferente das imitações de vidro, que são sempre mais frias que a sua pele.

Cuidados

Para garantir a segurança do bebê ao usar um colar ou uma pulseira de âmbar, as recomendações são as seguintes:

Entre cada conta deve haver um nó. Dessa forma, caso o cordão se rompa, apenas uma conta cai.
O fecho deve ser de rosca, para que a criança não consiga abrir.
O colar não deve ser muito comprido (no máximo 32 centímetros) para que dificilmente se prenda à alguma coisa ou que o bebê consiga levar à boca.
Deve-se evitar molhar muitas vezes o colar para não enfraquecer o fio de algodão com o qual é feito.
Ao usar, a criança deve estar sempre sob supervisão de um adulto.
Recomenda-se que a criança não durma com o colar para evitar risco de asfixia.
Evitar que a criança leve o colar à boca ou o morda.

Pediatras e especialistas que falam do risco de sufocamento do colar, tem razão de que não pode se usar qualquer colar num bebe ou criança. O colar de âmbar, que segue as normas europeias de segurança é feito especialmente para uso em bebes, e por isso ele é seguro. Ainda mais com o novo fecho de segurança que abre sozinho caso se enganche, não apresenta risco.

Encontramos várias lojas que vendem, mas na Euro Baby via MamãeAchei! foi o melhor custo benefício. Compre aqui!

Fontes: www.slingando.com , revista crescer www.contandoatedez.com.br e maternidadevidaloka.

Cuidados com bebê recém-nascido


------------ Espalhe amor #compartilhe ------------
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

Estilista, empreendedora e mãe de 2 crianças lindas, idealizei o blog em 2013 quando senti dificuldades de informações e temas variados em um único site. Hoje o blog virou revista, interagindo com a movimentação de informações e dicas pesquisadas com carinho para passar para minhas seguidoras.

3 Comments

  • Âmbar Báltico

    Temos vários depoimentos de pessoas que usaram o âmbar e tiveram grandes melhoras em relação a inflamação de garganta, dores, alívio de estresse e melhora no sono. Para os bebês, ajuda muito na fase de dentição. Alivia dor e incômodo causados pela dentição. Mas é preciso experimentar. Há várias pesquisas sobre os benefícios do ácido succínico, e ele está presente nas joias de âmbar báltico. Nós fizemos testes em laboratório para assegurar que é realmente âmbar báltico original!

  • Paulz

    Pessoal…uma crítica construtiva…mas no meu bebê não está funcionando…estou frustada será que com o tempo melhora, parece que ele está até mais irritado, alguma mamãe mais nesse caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *