Como preparar seu corpo para a gravidez – Grávidas e Antenadas

Por Patrícia Azevedo em 13/06/2017 -

Como preparar seu corpo para a gravidez ?

Muitos estudos comprovam que preparar o corpo para a gravidez pode aumentar as chances da concepção e protege o bebê de uma série de infecções e doenças.

Ao parar o método anticoncepcional, a fertilidade natural ocorrerá em 30% a 40% dos ciclos. Isto significa que você provavelmente não vai engravidar na primeira tentativa. É preciso ter paciência, já que em 85% dos casais uma gestação ocorrerá. Uma mulher saudável, com menos de 36 anos, pode tentar engravidar por um ano sem ajuda médica.GravidezFoto: Site Bepantol Baby

Procure seu médico

Vá ao ginecologista fazer uma avaliação de rotina (preventivo, exame de mama, exame ginecológico e exames de imagem, se necessário). Ao avisar dos planos de gravidez, o médico vai pedir um exame de sangue. É importante falar para ele se você tem diabetes, hipertensão, epilepsia, depressão ou outras doenças crônicas para que ele adapte as medicações usadas.

Algumas medicações são seguras, outras podem trazer riscos ao bebê. Não esqueça que substâncias naturais também podem oferecer riscos.

Não esconda do médico as doenças, incluindo as sexualmente transmissíveis, que você e seu marido já tiveram.

Vacinas

É possível prevenir malformações e até o aborto espontâneo, em alguns casos, com a vacinação. O exame de sangue detectará se você precisa ser vacinada contra a rubéola. Se o exame mostrar que você não tem imunidade para a doença (porque nunca teve rubéola ou nunca foi vacinada), deve tomar a vacina e esperar pelo menos um mês para começar a tentar engravidar.

Esse período de espera, que pode ser até maior, dependendo da recomendação do médico, é uma precaução, porque se imagina que o organismo precise de tempo para eliminar o vírus atenuado que foi administrado com a vacina. Não há provas científicas, porém, que associem a vacina a defeitos congênitos.

Se você nunca teve catapora, o médico pode recomendar que você se vacine contra a doença, porque ela pode afetar o bebê se você adoecer grávida. Outra imunização possível é contra a hepatite B, dependendo do resultado do seu exame de sangue, e talvez um reforço da vacina antitetânica, para não ter de tomar durante a gravidez.

Verificação da pressão arterial

Mulheres que têm pressão alta (hipertensão) correm mais risco de sofrer de pré-eclâmpsia durante a gravidez e de apresentar problemas com a placenta, por isso é bom controlar a pressão arterial antes de engravidar.

Suplemento de ácido fólico

Defeitos na formação do tubo neural do bebê são evitados em grande parte com a suplementação de ácido fólico. A orientação é que mulheres que estejam pensando em engravidar tomem pelo menos 400 mcg de ácido fólico por dia, mantendo a suplementação até pelo menos a 12a. semana de gravidez.

É um comprimidinho que deve ser tomado uma vez ao dia. Ele não serve para ajudar a engravidar, e sim para evitar problemas no bebê.

É importante começar a tomar o suplemento antes porque a formação do tubo neural acontece muito no princípio da gestação, quando muitas vezes a gravidez ainda nem foi detectada pela mulher. Há profissionais que defendem até que toda mulher em idade fértil, mesmo que não esteja pensando em engravidar, tome o suplemento.

Em alguns casos, os médicos podem recomendar uma dose bem maior de ácido fólico, de 5 mg por dia.

Privilegie a alimentação saudável

Alimente-se bem, dando preferência a frutas, vegetais, grãos, proteínas. Evite gordura, fritura e açúcar. Não existem relatos comprovados que os adoçantes façam mal, mas procure utilizar o Sucralose, que é um derivado do açúcar. Stevia e frutose também são opções. Se tiver dúvidas, procure uma nutricionista para orientação.

Tabagismo (cigarro) e outros maus hábitosFoto: Google Image

Se a mulher for fumante, nascidos de mães que fumam tendem a nascer prematuramente, têm menor peso ao nascer e são mais propensos a morrer de síndrome da morte súbita infantil (SMSI), em que crianças morrem de repente, sem causa evidente. Filhos de fumantes também podem não ir tão bem em testes de QI e seu crescimento físico pode ser mais lento. Além disso, as mulheres que frequentam locais de fumantes, com exposição ao fumo passivo, são mais propensas a ter bebês de baixo peso.

Também pode haver perigos do fumo de terceira mão – os produtos químicos, partículas e gases de tabaco que são deixados no cabelo, roupas e mobiliário. O uso de álcool, tabaco ou drogas pode prejudicar seriamente o bebê e até causar um aborto espontâneo. O uso de bebidas alcoólicas durante a gravidez pode causar a síndrome do alcoolismo fetal (FAS), que leva a defeitos congênitos, incluindo muitos problemas mentais, crescimento lento, defeitos da face e uma cabeça muito pequena. Os médicos não sabem a quantidade de álcool que é preciso para causar FAS, por isso é importante evitar o álcool completamente durante a gravidez. O uso das drogas ilícitas como a cocaína, maconha e outras aumenta o risco de aborto, parto prematuro e malformações congênitas.

Evite a cafeína: Procure ingerir menos café diariamente. Um café expresso ou 3 xícaras de café comum ao dia não trazem problemas.

Leia também... Dicas para você não engordar muito na gestação

Peso e exercícios físicos adequados

O ideal é que a futura gestante tenha um peso adequado antes e durante a gravidez. As mulheres que estão acima do peso podem ter uma gravidez desconfortável, além de possíveis problemas médicos como pressão alta e diabetes, e as mulheres que estão abaixo do peso podem ter bebês com baixo peso ao nascer. Quanto mais em forma ela estiver, mais fácil a gravidez e o parto poderão ser, mas os exageros deverão ser evitados. Se ainda não tiver iniciado, poderá começar um programa de exercícios leves. Caminhar todos os dias é uma boa opção.

Tente cultivar o bem-estar emocional

Quem está tentando engravidar e não está conseguindo passar por um momento de grande estresse. Estas alterações não aumentam taxas de aborto nem dificultam a concepção, mas podem prejudicar a vida conjugal. Por isso, se você está bem orientada, tente administrar a frustração e ansiedade.

Esclarecimento de dúvidas

Na consulta com o ginecologista, aproveite para falar de qualquer outra preocupação que possa ter. Caso tome algum medicamento regularmente, veja se é preciso mudar a dose ou o tipo de remédio. Não deixe de mencionar outros tratamentos que esteja fazendo. Não é seguro, por exemplo, tomar drogas antiacne fortes durante a gravidez.

Determinados remédios aparentemente inofensivos também não são recomendados, portanto você precisará saber quais são eles para evitar tomar quando estiver tentando -- afinal, você pode já estar grávida sem saber.

Talvez o ginecologista prefira que você se consulte também com outro especialista para ajustar medicamentos ou esclarecer dúvidas.

Fontes: dietadafertilidade.com.brbrasil.babycenter.com, O Globo, 


0 Comentários

Deixe o seu comentário!




Posts mais lidos

Cremes para Estrias

Avaliação dos cremes para Estrias

Na gravidez temos muitas preocupações e dúvidas, uma delas é o medo das Estrias. Veja minha avaliação dos cremes que usei na minha última gestação.

70 Pessoas gostaram
Ensaio de gestante

Dores na Gravidez – O Que é Normal?

Dores na gravidez é uma consequência inevitável! Mas que dores são normais e quais dores não são normais na gravidez? Veja Agora!

225 Pessoas gostaram
Foto do Benjamin

Inspiração: Idéias de fotos para registrar os meses do bebê.

Veja agora idéias para registrar todos os meses do seu bebê até 1 ano de idade.

44 Pessoas gostaram

INSTAGRAM @GRAVIDASEANTENADAS