Gravidez e a saúde bucal

Por Patrícia Azevedo em 21/09/2017 -

Gravidez e a saúde bucal - Saiba quais são os principais cuidados bucais que devem ser tomados durante a gravidez

A gravidez é um momento muito especial para as futuras mamães, mas naturalmente traz muitas mudanças no organismo e no comportamento das gestantes. Algumas dessas mudanças, como alterações hormonais, deixam o organismo da mulher mais vulnerável a infecções e podem interferir também na saúde dos dentes e gengivas. Por isso que, mesmo tendo muitas restrições quanto ao uso de medicamentos e anestésicos, e para realização de exames radiológicos, as futuras mamães não podem descuidar da saúde bucal. “É importante que a mulher que esteja planejando uma gravidez ou que já esteja gravida, inclua no planejamento e no pré natal, pelo menos uma consulta com o dentista. Ele avaliará a saúde oral como um todo, a fim de evitar desconfortos bucais e problemas mais sérios durante a fase gestacional”, diz o Prof. Dr. Roberto Markarian, Dentista e Diretor da ImplArt Odontologia em São Paulo.

Gengiva saudável na gravidez

Um dos problemas bucais mais comuns durante a gravidez é a gengivite. O acúmulo de biofilme e placa bacteriana nos dentes, principalmente na base da coroa, pode causar a irritação da gengiva. “A gengivite é quando o tecido gengival - que normalmente é rosado - fica vermelho, inflamado e sangra com facilidade devido à ação de bactérias presentes no biofilme. Em casos mais

sérios, a gengiva pode perder aderência com os dentes e ficar frouxa, abrindo uma porta para a atividade bacteriana também na região sub gengival, onde se encontra os tecidos de suporte dos dentes”, afirma Markarian.

A periodontite e a gravidez

A recomendação sobre cuidados com a saúde bucal durante a gravidez é ainda mais urgente para mulheres com história de doença periodontal. A periodontite é uma doença inflamatória de origem bacteriana que afeta a gengiva e estruturas de suporte dos dentes, como o osso, cemento e ligamento. Essa condição tem início pelo acúmulo de placa e biofilme na superfície dentária. A atividade bacteriana libera toxinas que irritam e inflamam a gengiva (gengivite) e causa a lenta destruição dos tecidos de suporte dos dentes, que podem ficar moles e até cair. “O mais preocupante é que existem estudos que relacionam a periodontite com o parto prematuro. Isso ocorre porque os microrganismos presentes na placa bacteriana e que causam inflamação do tecido gengival, liberam prostaglandina na corrente sanguínea, substância semelhante a um hormônio, responsável por provocar contrações do útero. Essa condição pode acarretar em um trabalho de parto antecipado”, diz Markarian.

A acidez pode prejudicar os dentes

Como sabemos, muitas mulheres sofrem com enjoos e refluxos durante a gravidez, principalmente no primeiro trimestre. Isso faz com que muitas sintam náuseas durante a escovação e deixem de realizar uma higienização oral de forma adequada. Além disso, o ácido gástrico presente no refluxo pode causar erosão do esmalte dentário, que desprotegido pode evoluir para uma cárie. “Por isso é recomendável que a gestante realize a higiene bucal logo após cada um desses episódios, especialmente para evitar a ação prejudicial do ácido sobre os dentes e gengivas”, pontua Markarian.

Transmissão de problemas bucais para o feto: isso é possível?

Alguns estudos demonstraram que, crianças cujo as mães tiveram alta concentração de Streptococcus mutans (bactéria responsável pela cárie), tem maior chance de desenvolver cárie nos dentes de leite. Por isso é importante que a mulher trate as cáries antes mesmo de planejar a gravidez.

Durante a consulta com o dentista

A paciente deve informar ao dentista sua condição de gravidez. Essa informação é importante para que sejam utilizados medicamentos, anestésicos e cuidados com exames radiológicos específicos para grávidas. Também deve informar seu histórico de tratamentos dentários realizados anteriormente. Se necessário, o dentista pode se comunicar com o obstetra que está acompanhando a evolução da gestação para, juntos, tomarem condutas mais adequadas às complexidades de cada caso.

Recomendações importantes

· Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia. Se preferir, utilize escova de cerdas macias para evitar incômodos, caso esteja com sensibilidade dentária. Use fio dental uma vez ao dia a fim de remover resíduos alimentares interdentais.

· Nunca deixar de realizar a higienização oral após as refeições e a cada episódio de refluxo e vômito.

· Prefira uma alimentação equilibrada. Evite alimentos doces e refinados, pois o açúcar e carboidratos “alimentam” as bactérias presentes na flora bucal.

· Hidrate-se! A hidratação ajuda a manter a saliva.

· Realize uma consulta com o dentista, de preferência antes da gravidez. Não espere sentir dor ou sintomas desagradáveis para visitar o dentista. Ele lhe ajudará a ter uma gestação mais tranquila e saudável.

Fonte:  Prof. Dr. Roberto Markarian - implart http://implart.com.br/

Rua Martiniano de Carvalho, 864
Salas 1405/1406 - Bela Vista - São Paulo SP
CEP 01321-000 tel / fax: 11 3262-4750


3 Comentários

  1. Vanessa disse:

    Ótimo assunto! Estou grávida também, adorei as dicas! Parabéns pelo site.

  2. fabiana disse:

    Oi adorei a matéria,tive uma gestaçaõ só mas não tive nenhum problema em relação a saude bucal,gostaria de compartilhar nossa loja virtual lá vc encontra, tudo em suplementos para sua saude e seu bem estar.Conheça o nosso emagrecedor do momento https://www.nutritivasaude.com.br/Emagrecedor-desodalina-600mg-sanibras&utm_source=fabiana_blog corre compre o seu.

Deixe o seu comentário!




Posts mais lidos

Cremes para Estrias

Avaliação dos cremes para Estrias

Na gravidez temos muitas preocupações e dúvidas, uma delas é o medo das Estrias. Veja minha avaliação dos cremes que usei na minha última gestação.

70 Pessoas gostaram
Ensaio de gestante

Dores na Gravidez – O Que é Normal?

Dores na gravidez é uma consequência inevitável! Mas que dores são normais e quais dores não são normais na gravidez? Veja Agora!

225 Pessoas gostaram
Foto do Benjamin

Inspiração: Idéias de fotos para registrar os meses do bebê.

Veja agora idéias para registrar todos os meses do seu bebê até 1 ano de idade.

44 Pessoas gostaram

INSTAGRAM @GRAVIDASEANTENADAS